Casos de casamento- evitando dificuldades desnecessárias

Quem casa com um cidadão Americano (ou, em algumas situações, portador de Green Card), pode tentar obter uma residência nos Estados Unidos baseado neste casamento. Existem dois tipos de processo de casamento, dependendo de como o imigrante entrou nos Estados Unidos, mas o que tem que ser provado e o mesmo: que o casamento aconteceu por qualquer razão que não seja status de imigração. Razões permitidas incluem casar-se por amor, por conveniência, por não querer chegar sozinho a uma certa idade, casamento arranjado pelas famílias, etc. 

Para um caso de casamento, geralmente mandamos uma lista grande de provas para que o caso seja aprovado. Esses itens nao sao requeridos pela imigração– a falta de um item pode ser explicada e concertada com outros tipos de provas. Porém, os agentes de imigração tem itens favoritos, que sempre afetam positivamente a decisão do caso, e que podem causar problemas se nao estao disponiveis. O problema pode ser uma entrevista mais demorada, ou separada, ou uma segunda entrevista, ou nos piores casos, um achado de fraude, que encaminharia o imigrante para a corte. 

Mas que erros são esses que podem causar tanta dor de cabeça desnecessariamente? Coisas como não morar na mesma casa que o seu esposo. Mas e se você mora em outro lugar por causa do trabalho ou da família? Tudo bem, mas essa explicação vai te custar caro com a imigração. O mesmo acontece quando o casal não tem uma conta de banco conjunta, ou tem uma conta mas nunca usam e deixam os mesmos $100 juntando poeira no banco. 

Outros erros são na verdade falta de uma boa explicação: se você conheceu o esposo mês passado, casou este mês, e já quer mandar o pacote de residência, obviamente a imigração vai suspeitar das intenções desse casamento. Existem razões válidas para querer se casar logo, mas a obrigação e do imigrante de explicar (e muito bem explicado) que esse casamento nao foi por razões migratórias. 

E temos os problemas que são bem óbvios: ter um filho com outra pessoa durante o casamento com o Americano; postar fotos com outro parceiro nas redes sociais; mostrar cobrança de sites de relacionamento no cartao de credito; mandar o pacote com duas ou tres fotos mal tiradas; mandar cartas de amigos dizendo que o casamento e verdadeiro quando todas as cartas estão iguais, e só muda o nome do amigo; entre outras. Em casos de casamento e importante nao so seguir a orientação de um advogado, como fazer uso do bom senso. Essa é a típica situação onde é melhor sobrar provas do que faltar. 

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *